A importância de parcerias comerciais no segmento de gestão de resíduos

11/7/2022

Empresas que entendem a relevância do reaproveitamento dos resíduos de suas fábricas se deparam com uma questão importante: como cumprir as etapas dessa cadeia? É preciso ter todo o maquinário necessário para isso? Na verdade, não. Empreendedores perspicazes fazem parcerias comerciais. Assim, os negócios podem juntar suas expertises para buscar uma solução inovadora para os seus clientes. Saiba como no texto a seguir!

Entenda a importância das parcerias comerciais na cadeia de reaproveitamento dos resíduos sólidos  

Quando os representantes de um negócio entendem a importância econômica e ambiental do reaproveitamento dos resíduos sólidos produzidos, o primeiro passo já foi dado. É a partir dele que serão pensadas as soluções para que a cadeia siga em frente. Um dos problemas enfrentados é a falta de know-how e de estrutura necessária para realizar o trabalho. Por isso, é preciso pensar nas parcerias comerciais.

Montar um parque industrial para tratamento correto dos resíduos produzidos pode ser muito dispendioso para as empresas que não têm isso como atividade principal. Então, encontrar aliados corretos para cada fase do processo é essencial. A seguir, saiba quais fases são essas e que tipo de negócio pode realizá-la. Continue a leitura!  

Separação

separação dos resíduos que são descartados pelas indústrias

Geralmente, a separação é a fase mais simples e que todos os negócios podem aderir. Ela consiste em fazer uma primeira divisão daquilo que vai ser descartado. Assim, plástico, papel, vidro e metais são acondicionados em locais separados.

Além disso, há a divisão dos tipos de produtos orgânicos e a sinalização daqueles que devem seguir para aterros industriais, como os que são tóxicos, inflamáveis ou lixo hospitalar. Para quem não sabe como fazer o correto armazenamento, é possível contratar consultorias para esse fim.

Transporte

transporte para destinação final dos resíduos sólidos

Depois da correta separação, é hora de pensar no transporte para a destinação final. Os produtos recicláveis podem ser direcionados para cooperativas, que vão usá-los como matéria-prima e, assim, eles voltam para a cadeia produtiva sem gerar novos resíduos. Já os resíduos não aproveitáveis devem ser direcionados para os aterros industriais.  

Os resíduos sólidos das indústrias alimentícias podem ser reaproveitados para a produção de biocombustível. É uma alternativa bastante sustentável, já que utiliza uma matéria-prima que seria descartada para gerar energia. Além disso, essa opção desafoga os aterros sanitários. É aqui que o trabalho da Usibel começa.  

Produção de biocombustível  

produção de biocombústivel sustentável

Basicamente, o etanol surge da fermentação do açúcar. É a partir dela que surgem bebidas alcoólicas como cervejas e vinhos. Essa é a reação que dá o pontapé para a chegada ao álcool usado como combustível. Para isso, é preciso passar pela destilação, etapa em que são separadas as impurezas e outros elementos que estão misturados ao composto, mesmo que não sejam visíveis. Com isso, é possível obter álcool com um grande grau de pureza.  

Na Usibel, o líquido passa por três processos de destilação. Isso garante combustível de alta qualidade que pode ter dezenas de usos diferentes, como:

  • produtos capilares;
  • solvente de tintas;
  • desinfetante;
  • antisséptico;
  • cosméticos;
  • perfumes.

Ademais, existem os chamados subprodutos do álcool, que são aqueles resultantes da fermentação e destilação mas que não são aproveitados no produto final. Assim, são produzidos adubo, ração líquida, que podem ser usados para a alimentação de animais e fertilização de solos.  

Além disso, há o biogás, que também é um composto energético. Há, ainda, o glicerol, utilizado em cosméticos, produtos químicos e na indústria alimentícia. Para finalizar, o ácido succínico, é um importante componente para a indústria farmacêutica devido às propriedades anestésicas e anti-inflamatórias.

Outros pontos em que a Usibel se torna uma ótima parceira comercial

Além da produção do etanol, a Usibel age em outras frentes. Na parte do transporte, por exemplo, ela oferece caminhões para fazer o deslocamento dos resíduos sólidos até as usinas. Outro ponto interessante é que ela realiza a descaracterização das embalagens. Isso porque muitos produtos chegam ainda ensacados. Após isso, o montante é destinado à cooperativas de reciclagem.

Para as empresas que não sabem por onde começar na cadeia do reaproveitamento do resíduo sólido, a Usibel oferece consultorias para mostrar soluções adequadas a cada empreendimento.

O caminho da sustentabilidade na cadeia de reaproveitamento dos resíduos sólidos parece complicada e cara, mas isso só acontece quando as empresas tentam realizar todas as etapas por conta própria. Nessa corrente, é essencial contar com parceiros comerciais, para que o conhecimento de cada um seja aproveitado da melhor forma. Por isso, lembre-se de incluir a Usibel como destinação final dos resíduos sólidos da sua indústria! Entre em contato pelo formulário abaixo e saiba como essa parceria pode ser feita!

Entre em contato conosco.

Obrigado.
Sua mensagem foi enviada com sucesso.
Em breve entraremos em contato.
Algo inesperado ocorreu. Por favor, tente novamente.